Encontro Pagão da Baixada Santista

Encontro Pagão da Baixada Santista

quarta-feira, 19 de março de 2014

O Lago de Medusa, comparação do Mito e Realidade.

Olá meus queridos....

Um tempo atrás passeando pela net li um texto do Valdir Callegari sobre um lago que nos lembra do mito de Medusa...
Primeiro vou dar uma rapidaaaa explicação sobre Medusa.

Medusa era uma das três Górgonas na mitologia Grega, em uma das versões de seu Mito, como sempre encontramos mais de uma versão, Medusa era uma Virgem do Templo de Atena, e como todas que seguiam e acompanhavam a Deusa a virgindade era algo sagrado a essa Deusa, que apesar de proteger os partos, castigava todas que a seguiam se não fosse virgem, e com Medusa não foi diferente devido sua petulância, que por ser uma bela mulher recebeu a investida de vários Deuses e Mortais, porem acabou por ceder as investidas de Poseidon deitando-se com ele no Templo de Atena, como castigo essa Bela Mulher foi transformada, no lugar de seus belos cabelos nasceram serpentes e para garantir que ficaria sozinha todo aquele que olhasse em seus olhos virariam pedra.


Agora imaginem que essa Deusa em outra versão vista como a única mortal de três irmãs filhas de antigas divindades marinhas possa ainda hoje se manifestar na Natureza.
Sim, podem acreditar na Tanzânia existe um lago chamado Nitrão ou lago Natrão onde criaturas desavisadas (assim como muitas vitimas de Medusa) acabam virando pedra, parece imaginação, mas é real inclusive um fotografo britânico o Nick Brandt registrou esses acontecimentos num livro chamado: “Across the Ravaged Land”, a tradução livre em português é: “Através do lago devastado”.

Não se sabe a causa exata da morte das aves, mas parece que o estranho reflexo que a superfície do lago produz as confunde, e eles se jogam na água da mesma maneira que alguns pássaros se chocam contra os cristais de uma janela. Tirei essas criaturas como eu as encontrei no litoral, e, em seguida, os coloquei em posições ‘vivas' - disse o fotógrafo à revista ‘New Scientist‘.

Agora qual a explicação para esse fato,  este é um lago salgado e alcalino, um lago com uma media de 3 metros de profundidade e de origem tectônica,  seu Ph é elevadíssimo e sua temperatura também, como todo lago possua a variação na sua profundidade e quando a maré está baixa, sempre nos revela segredos,  temperatura alta, muito alcalino e cor avermelhada são suas principais características.


Ele é um lago de sal. Significa que a água flui, para dentro dele, mas não flui para fora e, por isso, escapa através da evaporação produzindo uma alta concentração de diferentes sais e resíduos de diferentes minerais.
Este mesmo fenômeno ocorre em outras formações lacustres como o Mar Morto e o Great Salt Lake, no estado de Utah - EUA.

Porém, a singularidade do Natron em relação àqueles outros lagos salinos supracitados - é que neste lago as águas são extremamente alcalinas, devido aos altos níveis da substância química chamada NATRON, uma mistura de carbonato de Sódio e bicarbonato de Sódio.
A medição do índice de pH*  da água chega a alcançar 10.5, próximo ao teor da amônia.
Então diante disso só posso dizer que a Terra é o corpo da Deusa, que todo mito vem de uma observação do homem a natureza, então sempre encontraremos algo em algum momento que nos lembre de que o sagrado também está entre nós.
Um Lago que muitos chamam de Lago Medusa, pois assim como a Górgona transforma os desavisados que se aproximam em pedra.
Abençoada seja sempre a Mãe Natureza e que nos possamos aprender a ver o seu lado sagrado em cada momento em cada coisa que olhamos.



bjs e luz a todos
)O( Fréya Vivienne


Wikipédia.
Ocorreu um erro neste gadget