Encontro Pagão da Baixada Santista

Encontro Pagão da Baixada Santista

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Maio

Olá gente!!!!
Estava voando pela internet, pensando em fazer o evento em maio!
Alias o que vocês acham
3º Encontro Pagão da Baixada Santista em Maio em São Vicente.
Fica a dica galera, mais enfim.......
nessa minha pesquisa encontrei um texto que eu achei maravilhoso
E vou adorar dividir com vcs.....
O texto está no site do Old Religion.

Coluna: O “Dia das Mães”, nasceu em 1907, numa cidadezinha norte-americana, chamada Grafton, no Estado de West Virginia. Graças ao persistente esforço de uma moça chamada Anne Jarvis, que queria homenagear sua mãe, a qual falecera em 9 de maio de 1906. 

O feriado foi intituido em sua cidadezinha em 1910 e depois nacionalmente, e acabou por ser instituido o Dia das Mães no mundo todo. Em 1922 Getúlio Vargas baixou um decreto oficializando a comemoração no Brasil originado por um congresso feminista com o comando da sra Alice Tibiriçá. A Igrejas Católica e as protestantes festejam a data fazendo alguma homenagem especial para as mães de suas comunidades religiosas, projetadas na figura de Maria. 

Mas há muitos séculos já se comemorava em maio, o mês de Maria, mãe de Deus, e coincidentemente (ou não), em maio comemora-se na roda do ano do hemisfério Norte, a energia de fertilidade. 

Na antiga Grécia, as celebrações do Dia da Mãe remontam às comemorações primaveris em honra de Rhea, mulher de Cronos e Mãe dos DEUSES . Em Roma, as festas comemorativas do Dia da Mãe eram dedicadas a Cybele. 

Nas tradições Wiccanas e da BRUXARIA antiga, nesta época se comemora o Beltane, festival no qual celebra-se o AMOR da Deusa com o Deus, a união das divindades, esse AMOR entre o Deus que se apaixona pela Rainha de Maio, e se unem dando assim origem a todas as coisas. 

Dia das mães é um momento de demonstrar nossa gratidão à quem nos gerou, nossa mãe, que nos amparou e nos alimentou através do cordão umblical e que agora nos alimenta através de outro cordão energético, espiritual, parte de nosso alicerce ESPIRITUAL na existência. 

Celebrar também neste momento a Deusa-Mãe-Maior, o planeta TERRA - seu ventre, a Lua - sua luz, a fluidez da vida e seu sangue que corre no movimento das águas, dos rios e mares em sintonia com a maré das nossas emoções. Do quantum de água que existe em nosso corpo físico, e o próprio respeito à água, e à importância e à preocupação da escassez dela nos dias atuais. 

Assim como nossa mãe cuidava de nós, dia das mães também é momento de refletir e identificar dentro de nós a porção maternal, sejamos homens ou mulheres. Nossa ânima, nosso princípio receptor, nosso lado Lua, de introspecção, de sensibilidade às energias da natureza. Sensibilizar-se para os nossos semelhantes, entendendo nosso papel na vida, nos relacionamentos, nossa responsabilidade com a vida do planeta e com o próximo, principalmente com os mais necessitados. 

Celebrar o dia das mães é agradecer à nossa mãe, e à nossa Mãe ( princípio Divino ) a proteção, a paz, o AMOR e a Vida. 

Roberto Dantas é psicoterapeuta, tarólogo e transmissor da religiãoWICCA em s.paulo. fones : 4107.9765  cel :  7459.7167 email: roberto@mx8.com.br






Bem é isso que tinha pra dividir com vocês nesse momento, volto em breve com novidades!!!


Bjs e luz
)O( Fréya Vivienne

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget