Encontro Pagão da Baixada Santista

Encontro Pagão da Baixada Santista

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Mitologia esquimó.

Mitologia esquimó.



Há algum tempo atrás recebi um email falando de uma palestra sobre o xamanismo esquimó, vi esse email que estava em meu lixo eletrônico dias antes da palestra que era há uma certa distancia de onde morava e fiquei super curiosa porem não pude ir.
A minha curiosidade me levou a uma boa conversa e uma pesquisa na net.
Vou juntar essas conversas, palestras sobre xamanismo que já vi e vamos juntos pensar nesse mundo tão distante do nosso?
Primeiro lugar o que seria o xamanismo?

Essa magia encantadora que vai alem dos índios norte americanos e do Seidhr praticado por Fréya.
É um conjunto de técnicas espirituais centradas na natureza.
Assisti algumas palestras de um amigo chamado Marcos Reis e lembro dele citar o que não pode faltar em uma pratica xamanica. São elas:
Animalismo:o conceito de que tudo tem vida
Princípios naturais, os elementos da natureza se fazem essenciais.
Ancestralidade, tanto a sanguínea quanto a da terra e da cultura que você segue.
E mistério, como tudo que envolva a magia.
E pensar em tudo isso no meio do gelo em um primeiro momento pra mim foi bem  complicado.
A imagem que veio na minha cabeça foi o branco do gelo e dois homenzinhos pescando naquele buraco de gelo, lembro de dizer na hora cadê a terra, tudo que penso envolve água, como cultuar os elementos sem a proximidade a ele, ai depois me dei conta que foi um pensamento bem exagerado rs

Mas quando fui pesquisar e o primeiro parágrafo do texto que encontrei fez toda a diferença.
“o circulo polar ártico é uma terra inóspita e impossível de cultivar; o povo vive da caça dos animais nativos, como focas e peixes para sobreviver, ou da limitada fauna terrestre, como a de ursos e cães.”
O xamã é o medico o sacerdote, aquele que tem a conexão com o lado espiritual de forma mais forte e capaz de cuidar de toda a espiritualidade da tribo. Aquele a quem todos recorrem quando o assunto é importante tanto na área de saúde quanto espiritual e esse mesmo xamã que faz a conexão com os espíritos da natureza.
Realmente vendo por esse ângulo é impossível não considerar tudo um presente do sagrado e ver a divindade presente em tudo, toda a luta e dificuldade de se sobreviver torna tudo mais importante e sagrado.
Eles são ligados aos espíritos da natureza, e veem tudo como sagrado e possuem um xamã e seus locais sagrados que possuem toda a força da ancestralidade.

Um objeto comum a esses xamãs  seriam suas bolsas de pele de foca, ou suas mascaras de madeira representando os espíritos, chamada inuas, que representam o espírito de algo : rochas, animais, plantas e etc.
Todo viajante deve fazer homenagens diante de uma inua..
Certos fenômenos típicos da região despertam um forte interesse, como a bela e misteriosa aurora boreal. Uns dizem que são os espíritos dos mortos dançando; outros, geralmente caçadores, acham que é o Homem das Luzes polares atirando flechas, para anunciar que a caça está chegando.



Também a lua é venerada, como Igaluk, um ser masculino. Conta-se que, uma vez humano, dormiu, sem o desejar, com sua irmã. Ao acordarem e ver o que fizeram, ambos sentiram vergonha, e decidiram deixar a terra, e não mais se verem; ele converteu-se na lua, ela, no sol. Igaluk é geralmente representado em pequenas esculturas de madeira, com penas para representar as estrelas, madeira clara para o ar, e madeira mais escura para a face da lua. É uma divindade que zela pelos humanos, controlando as marés e as estações do ano. É também conhecido como Homem da Lua.
Muitos de seus mitos tratam da metáfora de transcender as dificuldades e o ambiente hostil, chegando assim a uma vida agradável.

Com tudo isso pude parar e pensar que todo povo que possui uma ligação com o sagrado e entenda a natureza como sagrada mesmo com toda a dificuldade que enfrentar sempre verá a face dos Deuses como bela e agradável, pois toda a dificuldade traz algo bom consigo.

Bjs e luz
Michelle Araujo )O( Fréya Vivienne

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget